Pesquisa
Acesso
Login:
Senha:


Mise en scène no cinema (A): Do clássico ao cinema de fluxo
Autor: Luiz Carlos Oliveira Júnior
Editora: Papirus Editora
Edição: 01
Área: Artes
Coleção: Campo imagético
Código: 9788530810511
ISBN: 978-85-308-1051-1
Lançamento: 08/02/2018
Ano 1ª Edição: 2013
Acabamento: Colado e costurado
Encadernação: Brochura
Nº Páginas: 224
Orelha: Sim
Público Alvo: Professores e alunos de Cinema, cinéfilos e demais interessados nessa temática.
Preço de Capa: R$ 69.90
Peso (Kilos): 0.3350

Sinopse

Esse livro oferece uma abordagem histórica, estética e crítica de um dos principais conceitos do vocabulário fílmico: a ideia de mise en scène. O autor investiga as origens teatrais do termo e sua aplicação na teoria cinematográfica, enfatizando o papel central que ela adquiriu nos anos 1950, quando se tornou ferramenta teórica da revista Cahiers du Cinéma.
Depois de identificar a definição clássica da mise en scène, a discussão se desloca para as diferentes etapas de evolução e problematização do termo nas últimas décadas, culminando com a aparição das noções de cinema de fluxo e filme-dispositivo a partir do final dos anos 1990. É quando se reacende o debate, iniciado na segunda metade da década de 1960, sobre o possível "fim da mise en scène" e sua substituição por outras estratégias conceituais. A obra procura articular a abordagem teórica à prática da análise fílmica. Para tanto, além de avaliar a mise en scène tal como aparece nos escritos clássicos (Rivette, Rohmer, Michel Mourlet, Alexandre Astruc) e atuais (Jacques Aumont, David Bordwell, Stéphane Bouquet, Alain Bergala), analisa os estilos de encenação de diretores pertencentes a diferentes épocas e escolas estéticas, como Otto Preminger, Joseph Losey, Claire Denis e Hou Hsiao-hsien.
O esforço aqui empreendido visa recolocar em discussão este conceito essencial na história do cinema. Buscar a origem e o significado da mise en scène no cinema é uma forma de contribuir para o debate estético em torno dos fundamentos da sétima arte sem deixar de questionar seus rumos.


Sumário

INTRODUÇÃO

PARTE 1 - TUDO ESTÁ NA MISE EN SCÈNE

1. UM TERMO IMPORTADO DAS ARTES CÊNICAS
2. LAPIDANDO O CONCEITO
3. A QUINTESSÊNCIA DA MISE EN SCÈNE

PARTE 2 - ONDE ESTÁ A MISE EN SCÈNE?

1. A CRISE DA MISE EN SCÈNE NO CINEMA MODERNO
2. DO MANEIRISMO AO "FIM DA MISE EN SCÈNE"
3. A MATÉRIA, A ENERGIA, O MOVIMENTO
4. O OLHAR, O QUADRO, A CENA

CONCLUSÃO

REFERÊNCIAS BIBLIOGRÁFICAS

.